Buscar
  • Douglas Peternela

Como elevar seu jogo ao PRÓXIMO NÍVEL?

Atualizado: Ago 11


Quando adolescente, eu adorava jogar basquete. Lembro-me de passar tardes inteiras jogando por horas a fio, sob sol escaldante, em quadras abertas. Quando a garganta ficava insuportavelmente seca, uns bons goles da deliciosa e meio morna água da torneira mais próxima resolvia o problema, e já me colocava de volta ao jogo. Bons tempos.

Nunca tive facilidade natural para esse esporte (nem para qualquer outro, para falar a verdade; eu era apenas um nerd magricela, alto e desengonçado, que gostava de jogar quando não estava lendo ou desenhando) mas isso não me impediu de me divertir muito com os amigos.

Nem de aprender certas lições que, hoje, percebo como válidas para outras áreas da vida. Permita-me dividir três delas com você:

  1. Talento natural não basta. Existem pessoas que têm talento natural para a prática esportiva. Possuem reflexos rápidos, têm um instintivo senso de direção e espaço que lhes permite mover-se de forma diferenciada, tomando decisões em milésimos de segundos para posicionar-se na quadra ou no campo no exato local e instante para fazer aquela jogada decisiva. É um dom, uma capacidade inata. Porém, isso não basta para assegurar bom desempenho de forma consistente, muito menos melhoria contínua. É preciso esforço, persistência e paixão para lapidar o talento, e progredir. Já vi indivíduos talentosos serem superados por outros com menos recursos, mas que se esforçaram mais. No esporte e na vida. Ter garra e gostar muito do que faz pode fazer toda a diferença.

  2. Aprenda constantemente. O desejo de aprender e de melhorar deve ser constante. Faça a si mesmo a seguinte pergunta, com frequência: Como posso elevar meu jogo ao próximo nível? Mesmo que você já esteja alcançado bons resultados. Mesmo que não esteja “perdendo”. Como você pode ser melhor no que faz? O que é preciso fazer? Descubra o que você precisa aprender e aprimorar para saltar de nível. Então, para para a ação.

  3. Procure orientação especializada. É possível aprender e aprimorar-se sozinho? Sim, é possível. Mas não é a forma mais eficaz, nem a mais rápida. Procure aprender com quem já alcançou o nível de jogo que você quer para si. Esse, por sinal, é um conselho muito repetido por profissionais bem-sucedidos em diversas áreas. Defina aonde você quer chegar e modele-se em quem já chegou lá. Escolha alguém que domine a área em que você atua ou quer atuar, que lhe inspire confiança e saiba como orientá-lo para crescer. Depois, é com você. Como um jogador de basquete que pratica inúmeras repetições de um arremesso ou jogada até conseguir dominá-la, você terá que se dedicar de verdade, para melhorar. Faz muita diferença, porém, ter quem lhe ensine exatamente como fazer um arremesso perfeito, inclusive fazendo pequenos ajustes, antes de treiná-lo à exaustão, de forma errada. A partir da orientação especializada, você poderá direcionar seu esforço, dedicação e persistência para aprimorar seu talento ou até compensar a falta dele.

Qual é o SEU jogo?

Qual é o “jogo” que você escolheu “jogar” em sua vida, neste momento? Liderar equipes? Vender? Cuidar, socorrer, atender, ajudar pessoas? Ensinar, estudar, cozinhar, empreender? Pintar, tocar, compor, consertar, correr, viajar, dirigir, ser coach, mãe, pai, a melhor avó ou avô? Qualquer que seja a atividade ou atividades a que você hoje se dedica ou gostaria de se dedicar, pode, sem dúvida, ser melhor e contribuir mais com as pessoas, a partir de suas ações.

Basquete era meu jogo predileto quando garoto, mas sempre foi só um hobby. Ao amadurecer, escolhi jogar outros jogos. Primeiramente, o de ser o melhor gerente de banco que pude; depois, um profissional de treinamento melhor a cada dia, e este é o jogo que tenho jogado há mais de duas décadas. Todos os dias, tento seguir as lições que dividi com você neste artigo.

Por sinal, se ensinar alguma coisa a alguém também faz parte de seu trabalho e, gostaria de fazer isso de forma eficaz e envolvente, certamente posso te ajudar com isso. Quer você atue com treinamentos e palestras, ministre aulas, sessões de coaching ou seja um líder que coordena reuniões com seu time, saber engajar as pessoas é muito importante, para que consigam aprender.

Talvez, você esteja pensando em criar um curso online, e gostaria de ajuda, para estruturar seu programa de modo a conseguir os resultados que almeja.

Pois bem, saiba que posso ser seu treinador, estar com você no seu "corner" (usando a metáfora de outro esporte, o boxe) para te orientar sobre como utilizar da melhor forma seu potencial e conhecimento, de um jeito que seu público se sinta engajado para aprender. Afinal, não ainda ter um ótimo conhecimento para dividir, se você não conseguir ter a atenção e engajamento das pessoas. Como costumo dizer: para transformar, primeiro é preciso engajar.

Se esse é o jogo que você joga (ou quer começar a jogar) e gosta da ideia de alcançar esse nível, conheça minha mentoria Ensine pela Internet.

Se não for, ainda assim ouso afirmar que minhas três recomendações continuam sendo muito úteis, qualquer que seja o campo em que você joga. Vamos relembrá-las?

- Tenha garra (persistência e paixão) para aprimorar seus talentos;

- Aprenda constantemente, perguntando-se sempre como pode alcançar seu próximo nível;

- Procure orientação especializada, pois é mais rápido, eficaz (e prazeroso!) aprender quando você tem clareza de como pode progredir.

Bom jogo!

Douglas Peternela

Master Creative Trainer douglas@flammatreinamentos.com.br


© 2019    Douglas Peternela. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.  Termos de Uso.

  • White Facebook Icon
  • YouTube - White Circle