Buscar
  • Douglas Peternela

Para TRANSFORMAR, é preciso ENGAJAR

Atualizado: 2 de Set de 2019


Você já participou de alguma aula, palestra ou treinamento em que o conteúdo era bom, mas as pessoas (incluindo você) não demonstraram nenhuma empolgação ou envolvimento com o que era ensinado?


Basta uma rápida espiada ao redor, para perceber expressões de tédio, sono, aborrecimento, desconforto ou inquietação. As pessoas ficam ali, de corpo presente, mas os pensamentos certamente estão em outro lugar.


O fato é que, por vezes, a forma com que algo é transmitido não contribui para o aprendizado. Não basta ter um conteúdo que seja ótimo, relevante, potencialmente transformador. É preciso cuidar da maneira como será transmitido.


Então, se você pretende ensinar algo a alguém, lembre-se de criar um clima que favoreça o aprendizado. É muito importante considerar o humor, o estado emocional de quem receberá o conhecimento. Primeiro, é preciso ganhar a atenção, despertar o interesse, envolver. Algumas vezes, até mesmo fazer o participante sair da defensiva, baixando a guarda. Depois, prosseguir.


Gerar engajamento é TÃO FUNDAMENTAL quanto entregar conteúdo de qualidade. Se você não atentar para esse fato, o aprendizado, as mudanças, os resultados que você espera promover com seu trabalho podem não acontecer. Para transformar, é preciso engajar.


Tenha isso em mente, quando planejar seu próximo curso (presencial ou online) aula, palestra, sessão de coaching em grupo ou apresentação.


Não cuide só do conteúdo; pense também na forma como será entregue.

Existem recursos que, se bem empregados, podem auxiliar tremendamente na tarefa que captar a atenção e colocar as pessoas em um estado favorável para aprender. Cenas de filmes, jogos, histórias, discussões em grupos, rápidos exercícios que requeiram a participação ativa de seu público, podem tornar a tarefa de aprender e ensinar muito mais eficaz e prazerosa.


Dividir os conteúdos em blocos de tempo com duração menor que a de uma aula tradicional, intercalando-os com algo que tire os participantes da condição de expectadores, também é uma boa ideia para engajar.


Quanto mais centrada no participante – não em você ou no conteúdo – sua apresentação for, maior suas chances de sucesso. Tenho intensificado meus estudos e esforços para pesquisar, adaptar e criar recursos que podem ser utilizados para esse fim, por considerar que esse assunto é MUITO importante. Você também pensa assim?


Se quiser aprender a fazer isso de forma sistematizada, aplicável aos seus projetos educativos ou de seu time, entre em contato. Na Flamma Treinamentos Criativos, temos programas desenhados para treinar treinadores de forma envolvente e criativa.


Douglas Peternela

douglas@flammatreinamentos.com.br


© 2019    Douglas Peternela. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.  Termos de Uso.

  • White Facebook Icon
  • YouTube - White Circle